STAND UP SURF OU PADDLE SURF

Stand up surf, ou paddle surf, é um esporte de origem havaiana. É uma forma antiga de surfe que reapareceu na década de 1960 com os professores de surfe que aproveitavam a estabilidade e a visibilidade que o esporte proporciona.

Surf praticado em pé e com o uso de remos. Assim pode ser definido, de forma básica, o Stand Up Paddle Surf, uma variação do surf, que ainda está começando a se difundir no Brasil. O Stand Up já atrai vários adeptos e para praticar, só são necessários uma prancha e um remo.

“Todo mundo pode praticar, é bem gostoso. Para começar, é preciso ter uma prancha de 10 a 12 pés, mais larga e mais grossa que as do surf convencional para dar mais estabilidade ao atleta. É necessário também um remo, do estilo canoa havaiana, e o tamanho deve ser sempre um palmo acima da cabeça”, explicou o atleta Hilton Alves, do Guarujá.

A prática do esporte mantém o preparo físico e está se tornando popular entre os surfistas. Tanto, que até vários atletas aderiram ao Stand Up, como Kelly Slater, Brian Keaulana, Todd Bradley e Rob Machado.

No Brasil, atletas como Luiz Juquinha, Jorge Pacelli, Jairo Pontes, Haroldo Ambrosio e Herbert Passos são vistos dividindo as ondas com surfistas das praias do litoral paulista. Hilton começou no Stand Up no início de dezembro do ano passado e agora seu próximo objetivo é participar da mais longa prova de remada oceânica no mundo, o Molokai to Oahu Quiksilver Paddleboard Race, que será realizada agora neste mês, no Havaí.

Hilton irá participar na categoria stand up team, onde o atleta rema em pé 52 km, no canal de Kai + CHAR(39) + + CHAR(39) + + CHAR(39) + wi, que divide as ilhas de Molokai e Oahu, no Hawai. O shaper Luiz Juquinha vai competir com Hilton. A cada 10 Km, a dupla vai revezar o percurso até completar a disputa. “Estou treinando para esta competição e agora só estou dependendo de patrocínio para ir”, afirmou Hilton.

Hilton já chegou a praticar diversos esportes, além do surf, esporte ao qual se dedica há 19 anos, mas hoje prefere muito mais o Stand Up. “No Stand Up Paddle Surf você vê o mar de um ponto de vista diferente, já que fica em pé na prancha, sem falar no contato com a natureza, é muito bom”.

Fonte: O Radical  http://oradical.uol.com.br/conteudo/stand_up_paddle_surf_2007.asp

POINT PARA STAND UP SURF  EM PERNAMBUCO:

1- Litoral sul de Recife, na vizinha cidade de Jaboatão dos Guararapes. O acesso é por vias urbanas, no final da praia de Candeias.

Candeias Fica a 30 minutos de Centro de Recife e dez minutos do Aeroporto.

Considerada uma das orlas mais tranquilas da região metropolitana, a Praia de Candeias possui características bastante favoráveis à prática de esportes aquaticos.

Devido aos arrecifes, há formação de piscinas naturais na maré baixa, onde é possível observar várias jangadas atracadas no litoral. A Praia de Candeias ainda sofre influência do estuário de Barra de Jangada, quando há o encontro dos rios Jaboatão e Pirapama.

Embora esteja localizada numa área de grande concentração urbana, entre Piedade e Barra de Jangada, as suas águas são limpas e rasas, com poucas ondas, o que a tornam ideal para o banho de mar, pratica de stand up surf, kitesurf, caiaque.

2- Muro Alto está situada no município de Ipojuca, Pernambuco, à 54 Km da capital, Recife. Um lugar paradisíaco de águas cristalinas e ideais para uma passeio de Stand Up Paddle. 

Piscinas naturais na praia de Candeias - litoral sul Pernambuco

Foto: Nicolly Andrade

Fonte:  http://www.kitesurfnordeste.com/estados/pernambuco

Barreiros: Praias do litoral sul

foto: Lilian Alves

Praia do Porto – De difícil acesso, trata-se de pedras que se estendem até o mar, formando piscinas naturais protegidas do vento e das ondas. É lá que se encontra a famosa ilha com um coqueiro solitário. A praia pode ser alcançada de buggy, a partir da cidade de Barreiros (7 km). Fica a 120 km de Recife, com acesso pela BR-101 Sul, PE-60.