Ilha do Mel – pedacinho do paraíso no litoral do Paraná

Mochilão Trips

A Ilha do Melé um pedacinho do paraíso na terra! É, sem dúvida, a praia mais bonita do Paraná. A Ilha, que fica na baía de Paranaguá, é um Parque Estadual com grande área de mata nativa preservada. É um ótimo lugar pra ficar em contato com a natureza, lá não entram carros, e você tem várias opções de trilhas e praias pra conhecer. A quantidade de pessoas visitando a ilha é limitada (5 mil pessoas), mas normalmente é só na temporada que a ela lota.

Lá tem quatro comunidades principais: Nova Brasília, Farol, Forte e Encantadas (ou Prainhas). A travessia de barco é feita pra Encantadas (parte sul) ou Brasília, sendo que essa segunda opção é a que fica mais próxima dos principais pontos turísticos (Farol das Conchas e Fortaleza dos Prazeres).

 

COMO CHEGAR

Você pode pegar a barca pra Ilha saindo…

Ver o post original 1.461 mais palavras

Anúncios

Amamos ilhas – SANDHAMN – a ilha de areia

Pensar em um país nordico e pensar em frio, gelo, roupas de inverno é quase automático.

O clima sueco é um clima frio, caracterizado por longos e escuros invernos com temperaturas mínimas de -15°C/-20°C (gezzzz, menos 15 graus!).  No norte o gelo persiste a partir de outubro a maio e  impedem a navegação no Golfo de Bótnia. No centro e sul da Suécia, os invernos são curtos e bastante frio, no verão as temperaturas são suaves, com muitas horas de sol e luz.

O verão é curto, mas com longos  dias de luz (no verão em áreas mais ao norte do país, o sol nunca se põe), com temperaturas variando entre 15°C e 20°C.  Mas, para surpresa de muitos, os dias de verão na Suécia podem ser bem quentes, acima dos 30 graus. Nesses dias quentes os suecos aproveitam para curtir seus parques e praias.

O verão sueco é uma maravilha!!

E como nesse post vamos falar de ilhas, escolhemos uma bem especial que data da decada de 1200 e é um paraíso, logo que o gelo derrete, claro!

Sandhamn faz parte do arquipélago de Estocolmo, (um grupo de 30.000 ilhas espalhadas ao norte, leste e sul da capital sueca). Há 2 horas da cidade por ferry – é uma ilha pequena e tranqüila, com pinheiros, praias arenosas e uma aldeia de pescadores.  A única forma de chegar lá é de barco.

A ilha é constituída principalmente de areia – Sandön (sand=areia/ön=ilha) – a ilha de areia. No começo não havia nada mais do que areia e alguma vegetação.  A floresta de pinheiros que hoje existe foi plantada pelo homem.

Apesar de toda a simplicidade é um dos destinos mais disputados do verão sueco. Há várias praias para escolher, e todas são muito boas. A mais popular é Trouville no lado sul.

O local oferece dois hotéis, duas pousadas, restaurantes. Se você não pegar a última balsa de volta, pode dormir no Seglarhotellet  (Hotel do marinheiro), é um dos dois únicos hotéis da ilha.

 

 

Fonte:

http://puoivolare.wordpress.com/category/turismo/page/2/

http://www.colonialvoyage.com/paesi/pt/suecia/clima.html